Sobre mim

#29

Dia 13 de Maio faço anos. 34 e estão quase a chegar. Sempre gostei de fazer anos, sempre gostei de celebrar mais um ano de vida e desejo, sinceramente, que isso nunca mude. Não me assusta ficar mais velha, muito pelo contrário, significa que estou um passo mais perto de alcançar os meus objectivos de vida.

Recordo-me que em criança queria ser adulta, queria a liberdade de poder ser eu mesma, de ir onde tivesse vontade, de poder fazer as minhas próprias escolhas. Fui educada com demasiadas regras por parte do meu pai. Ele achava que isso era impôr o respeito, mas só me fazia ter medo dele e das reacções dele. Não foi um bom pai, eu dizia que ele era mau, crescia a querer sair da beira dele, a querer ser adulta para lhe dizer tudo o que pensava dele e mostrar-lhe que já não tinha mais medo.

Quando os meus pais se divorciaram, tinha eu 20 anos, foi um alívio. E eu deixei de ter medo e deixei de me preocupar. Ganhei a minha voz. E continuei a crescer, mas agora mais forte e decidida, focada nos meus projectos e sem perder a capacidade de sonhar.

Durante muitos anos sempre disse que não queria ter filhos porque não queria que passassem pelo que eu passei. Não queria que tivessem as minhas inseguranças, as minhas dores. Mas hoje sei que posso perfeitamente educar uma criança e fazer dela uma pessoa feliz e preenchida. Sei que posso dar amor, muito amor, carinho, atenção. E muito mimo do bom, aquele mimo que não estraga.

É por tudo isto e mais ainda que gosto de fazer anos. Ficar mais velha significa ficar mais sábia, mais corajosa e ir um bocadinho mais longe. Também significa fazer por ser mais feliz. E isso ninguém me pode tirar.

Anúncios
Padrão
Desabafos

#28

Não tenho escrito muito no blogue, o que significa que ando mais ocupada. Se, por um lado é bom, já que sempre detestei a inércia, por outro lado é um sinal de que ando a reflectir pouco na minha vida. Mas a verdade é que também eu preciso desta preguiça mental, desta liberdade de não pensar demasiado nas coisas e de deixar fluir um bocadinho. À conta disso, tento ser mais paciente – o que é meu acabará por chegar e o que desejo acabará por acontecer.

Padrão
Desabafos, Sobre mim

#27

Sou uma pessoa que precisa de fazer fotossíntese. Preciso de sol, mar, muito sol, praia, água…já disse que preciso de sol? 😂

Infelizmente, agora moro num sítio onde a praia mais perto fica a 1h de carro – num dia bom. Já não corro no calçadão da “minha” antiga praia com os fones nos ouvidos a ouvir a minha música. Já não me sento na esplanada a ler um livro e a sentir aquele sol maravilhoso a bater nas costas e nos ombros. Já não vou à praia sozinha passar uma manhã a trabalhar o bronze. Já não combino encontros na praia com os amigos – que só terminavam já perto da hora do jantar.

A falta que isto me faz! 

(Ultimamente ando com muitas saudades de Lisboa, das pessoas, do barulho, das coisas perto de mim, daquilo que faz parte da minha essência. São fases, acredito que é a ansiedade de ir agora na Páscoa e ter tudo isto de volta, ainda que por uns dias apenas.)

Padrão