Sobre o blog

#35

Este blog tornou-se uma espécie de diário pessoal. Ainda tentei introduzir outros tópicos, escrever sobre temas diferentes, mas chego à conclusão de que este não é o espaço adequado. E isso não tem mal nenhum, ainda que por vezes fique reticente em escrever aqui determinados pensamentos – mesmo as pessoas que me lêem não me conhecendo pessoalmente. Mas é em textos como o anterior, em que me apercebo que andam por aí pessoas que também passam ou passaram por situações semelhantes às minhas, que sinto que escrever desta forma tão intimista me alivia e me traz a sensação de que não estou só nas minhas batalhas.

Se também podia falar com as minhas pessoas ao invés de escrever num blog? Claro que sim e, geralmente, faço-o. Mas – e porque há sempre um mas – quando falamos tão abertamente corremos o risco de julgamentos, preconceitos, más interpretações e juízos de valor. E é por isso que, para mim, faz todo o sentido manter este espaço só meu – ainda que seja lido por terceiros. Porque lá fora, onde tudo acontece, é mais seguro colocarmos uma certa dose de camuflagem e omitirmos alguns passos que damos. Não se trata de cinismo ou hipocrisia, mas de protegermos a nossa sanidade mental e de cuidarmos daquilo que é efectivamente nosso: a vida.

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre “#35

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s